terça-feira, 10 de outubro de 2017

INSTRUÇÕES PARA NUDEZ

Inge Prader recria obras de Gustav Klimt com modelos reaisZupi

Despir-se é obviamente o ato mais constante para a humanidade desde a invenção da vestimenta, porém nos foi historicamente colocado como algo perverso, abominável aos olhos do ser social. A ambiguidade da lei virtual de cobrir-se, reside na sua consequência óbvia, no crime cotidiano de retornar a singularidade biológica.

Estamos aqui para dizer que não tenha medo! talvez não seja errado ser um corpo por baixo da roupa, sentir-se talvez envolva um prazer que é inerente à banalidade da descoberta de si. Caso tenha dificuldades, Wellington Pereira tem a didática necessária a instruir qualquer indivíduo ao universo da nudez, que, julgando a decorrência de fatos recentes,  precisa ser frequentado por mais membros de nossa sociedade.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

O HOMEM NU DO MAM

Resultado de imagem para le betê


 Terça feira, 26 de setembro de 2017, no Museu de arte moderna de São Paulo, O artista Wagner Schwartz  realiza uma performance chamada La Bête, que consiste em uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, na qual Schwartz se coloca nu em um tablado, manipula uma réplica de plástico da obra da artista mineira e em seguida se deixa ser manipulado pelos convidados da mostra. alguém filma (pois sempre tem alguém que filma) o momento em que uma criança, acompanhada de uma mulher adulta, interage com a obra tocando a mão e o pé do artista. O vídeo publicado no Facebook, pois sempre tem alguém para publicar nas redes sociais (geralmente é a mesma pessoa que filma), evidencia O grande problema da atualidade de nossa nação.

domingo, 24 de setembro de 2017

QUANDO PINTA EM COPACABANA A CARAVANA DO ARARÁ

Imagem relacionada





Verão no Rio de Janeiro, sensação térmica de 48 graus. Na periferia (que aqui as vezes nasce por dentro dos bairros caros) as pessoas acordam, dormem, acordam de novo, até quando  o despertador do celular alarma, a noite acaba e o dia começar oficialmente.  Ao que tudo indica o calor inflama o caos urbano, as pessoas gritam na condução lotada, sempre ecoa dentro do metrô um “não me toca!” seguido de um "não me toca você!" e alí começa a gritaria.

domingo, 10 de janeiro de 2016

APROPRIAÇÃO CULTURAL E A AUSÊNCIA DE MULHERES NEGRAS NA ÁFRICA DA VALENTINO








Em outubro do ano passado O mundo da moda parou para assistir o desfile da nova coleção verão de 2016 da marca supracitada (adoro essa palavra!), a partir dali já surgiram os primeiros comentários sobre a ausência de modelos negras na passarela.